Raquel Sheherazade: "Se fosse homem me casava com Ivete Sangalo

sábado, 23 de fevereiro de 2013





O escândalo sobre a queda da faixada do hospital de Sobral, no Ceará, que teve um show de Ivete Sangalo como festa de inauguração, fez com que muitos colocassem a culpa no governador do Ceará, que desembolsou R$650 mil da verba pública para pagar o cachê de Ivete, e na cantora baiana, por ter aceito o dinheiro para realizar o seu trabalho, assim como faz em todos os lugares em que faz show, afinal de contas, ela não trabalha de graça. Inclusive até um abatimento no seu preço padrão (R$1,2 milhão, segundo o site Bahia Notícias) para que o concerto acontecesse.


No SBT Brasil da última segunda-feira (18), a âncora do jornal, Raquel Sheherazade, criticou o governo do estado do Ceará e citou o show de Ivete Sangalo em seu texto, encerrando sua crônica com um trecho da música "Dançando" (veja vídeo acima). Ao perceber que provocou a ira de alguns fãs da cantora, ela publicou um esclarecimento em sua página oficial no Facebook. Nesse texto ela disse que não teve a intenção de criticar Ivete, e disse até que se fosse homem, se casaria com ela. Leia abaixo:


"Gente, queria esclarecer aos fãs da Ivete Sangalo que, no comentário que fiz esta semana, não censurei a rainha do axé. Nem poderia. Ivete é profissional e vive de shows e cachês. Não critiquei Ivete Sangalo por aceitar o convite. Critiquei o governador do Ceará por gastar verba da saúde com entretenimento. Pessoalmente, também sou fã dela. Gosto tanto da Ivete Sangalo que, se fosse homem, me casaria com ela!"



Recado dado, Raquel. Você ainda merece nossa confiança como jornalista e como profissional. Parabéns.


Equipe do Bem Estação Sangalo

Nenhum comentário:

Postar um comentário