'Just Dance' tira o pé do chão e mira Ivete Sangalo

domingo, 5 de maio de 2013


Em entrevista ao site de VEJA, os franceses Alkis Argyriadis e Veronique Halbrey falam dos esforços para engrossar o catálogo do mais popular game de dança com músicas de artistas brasileiros, em particular a cantora baiana


Just Dance 4 é um dos jogos mais populares no Brasil. O quarto título da franquia da Ubisoft ocupa atualmente a primeira posição no ranking dos games mais vendidos para Wii e o quinto lugar para Xbox 360. No entanto, das cerca de 300 músicas que embalam a mais bem-sucedida série de dança do mundo, quase nenhuma é brasileira. Para engrossar o católogo nacional, Alkis Argyriadis, diretor criativo da desenvolvedora francesa, e Veronique Halbrey, diretora de conteúdo, vieram ao país. Um dos artistas na mira da Ubisoft é a baiana Ivete Sangalo.
Em Just Dance, o jogador segue um avatar na televisão e tenta reproduzir o mais fielmente possível seus passos de dança. Os movimentos são captados pelos sensores do console, e em função deles a performance do dançarino é avaliada. O repertório é variado, mas dá especial atenção aos hits da estação. Entre as faixas presentes na quarta edição do game estãoGangnam Style, do cantor sul-coreano Psy, What Makes You Beautiful, do grupo One Direction, e Beauty and a Beat, do Justin Bieber.  "O importante é diversificar e escolher sucessos de todos os gêneros", explica Argyriadis, cujo trabalho é identificar o que está "bombando" nas paradas musicais de todo o mundo.
Captura de tela de 'Just Dance 4'
O diretor confessa que escolher as canções não é uma missão árdua ou chata. "Essa é uma das partes mais divertidas do meu trabalho", conta o executivo em entrevista ao site de VEJA. Além dos tradicionais rankings, como Billboard, o Youtube é uma das principais fontes de referência na busca de sucessos musicais. "Quando um vídeo acumula muitas visualizações isso quer dizer alguma coisa. Também usamos dados de redes sociais, como Facebook e Twitter, para medir a popularidade de um artista", diz. Segundo Argyriadis, existe um processo de compartilhamento de informação entre os 28 escritórios da Ubisoft espalhados pelo mundo. A ideia é contar com a ajuda dos colegas para identificar os hits locais. "Pesquisamos o comportamento dos jogadores para saber quais são as faixas que mais estão agradando ao público", diz o diretor.
A popularidade das músicas pode variar de país para país. Por enquanto, o Brasil tem acompanhado as paradas internacionais: Psy, One Direction etc. Mas o perfil do jogador brasileiro pode se destacar dos demais com a adição de ritmos nacionais às edições futuras de Just Dance. "Seria muito legal ter a Ivete Sangalo no jogo", exemplifica Argyriadis. "Ela é uma cantora muito conhecida no Brasil, é talentosa, divertida e dança. Agora, precisamos acertar os acordos legais. Não é tão simples como parece."
O executivo faz mistério sobre a próxima edição do game. "Temos um acordo de confidencialidade", diz. A expectativa é que o novo jogo explore os "recursos poderosos", segundo Argyriadis, das plataformas futuras, que devem ser lançadas no final deste ano, às vésperas do Natal. "Teremos novidades durante a E3 (feira de games realizada em Los Angeles, em junho)".
Conteúdo - Veronique Halbrey é a mente por trás do cenário e dos figurinos de Just Dance 4, que já foram parar até na semana de moda de Nova York. "Cada peça é inspirada na música", explica a diretora de conteúdo da Ubisoft. As roupas dos avatares são desenhadas por uma equipe de sete estilistas em Paris, sede da empresa, com a colaboração de uma equipe em Milão. "As roupas são exclusivas e não podem ser encontradas em nenhuma loja. Além de modernas e originais, essas peças precisam ser confortáveis", diz a executiva.
De acordo com Veronique, existe uma hierarquia que deve ser seguida durante o processo de desenvolvimento. A música é o mais importante, seguida da coreografia. É com base nesses elementos que ela dá vida ao personagem e cria o cenário. "Eu desenho um pequeno esboço e envio para nossos designers. Os dançarinos vestem o figurino e gravam as coreografias para o jogo", explica a diretora, sem revelar o processo de captura de movimentos. "Esse é o nosso segredo."
Fonte:Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário