'Cantar Tim Maia é cantar tudo que brasileiro gosta', diz Ivete sobre show

domingo, 26 de abril de 2015

Criolo e Ivete Sangalo cantam Tim Maia em show na Praia do Pina neste domingo (26) (Foto: Katherine Coutinho / G1)


Na véspera do show "Nivea Viva Tim Maia" na praia do Pina, Zona Sul do Recife, Ivete Sangalo e Criolo conversaram com o G1 e contaram da expectativa para se apresentar na capital pernambucana cantando um dos ícones da nossa música. “Cantar Tim Maia é cantar tudo que o brasileiro gosta”, define Ivete.
O show é o segundo da turnê do projeto Nívea Viva Tim Maia, que estreou em Porto Alegre para um público de 100 mil pessoas. A expectativa é de um número semelhante na apresentação no Pina. “Você imagina o tanto de gente que vai, uma família, um grupo de amigos. Acho que o grande lance é essa movimentação. Você vai ter um grande número de pessoas ali, vivendo suas vidas ali com a música que é de um cara maravilhoso, que já faz parte da história do Brasil e do coração do brasileiro. Vamos ser trilha sonora da vida de tanta gente”, aponta Criolo.
O repertório conta com 28 composições lançadas originalmente entre 1969 e 1986, com clássicos como ‘Não quero dinheiro’, ‘Gostava tanto de você’, ‘Azul da cor do mar’ e ‘Chocolate’. “É uma oportunidade tão maravilhosa que tudo vira uma farra, até a escolha do repertório. Tem uma geração que talvez não tenha tido a oportunidade de conhecer Tim Maia como a gente conheceu, porque nossos pais botavam, um irmão, um vizinho. A gente poder ser o canal dessa intercessão de Tim Maia com eles, foi uma oportunidade incrível”, explica Ivete.
As músicas de Tim Maia remetem à infância e convidam o público a uma viagem no tempo, sob a batuta dos intérpretes. “Essas músicas fazem te lembrar da escola, dos bailinhos – quando você não sabia se colocava a mão no ombro dela ou na cintura -, ou você lembra-se de algum episódio dos Trapalhões, ou algum musical. Então, toda hora está te lembrando de algo do seu cotidiano”, afirma o rapper paulista.
Algumas das canções do show já haviam sido cantadas pelos dois músicos anteriormente, mas a oportunidade de fazer uma apresentação toda dedicada ao Síndico permitiu aflorar um carinho especial. “Lábios de Mel é uma música que eu nunca pensei em cantar porque ele fala muito na figura masculina, mas quando eu cantei, caiu também e resolvi mergulhar. Como espectadora do show, acho lindo quando Criolo canta ‘Lamento’. Acho forte, dá uma vontade de chorar desgraçada e ‘Me de motivo’ também”, conta Ivete.
Sintonia entre Criolo e Ivete reflete na relação no palco ao interpretar Tim Maia (Foto: Katherine Coutinho / G1)
A sintonia entre os dois foi essencial para o resultado final, com uma homenagem carinhosa. “Quando estou cantando, me ocorre Tim Maia, aquela simpatia, aquela figura dele, ele era íntimo da gente. Toda vez que estou cantando, me lembro dele cantando, daquela cara carinhosa”, afirma Ivete.
“Nos encontramos e deu tudo certo, foi tudo muito tranquilo porque tem uma coisa muito interessante é que a gente ama a música, então está tudo bem. A música nos leva a conhecer lugares, nos leva a conhecer pessoas, encurta o caminho, traz uma doçura, uma leveza, lembra que você ainda tem um pouco de humanidade que você pode dividir. No final das contas, Tim Maia era um cara que amava a música e passou isso para a gente”, aponta Criolo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário