Nos bastidores do "Esquenta", Ivete Sangalo revela que não comete excessos

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Ivete Sangalo celebra aniversário com consciência e pés no chão (Foto: Gabriela Bispo/Gshow)


Com mais energia do que nunca, Ivete Sangalo completou 43 anos nesta quarta-feira, 27, e nos bastidores do Esquenta! conversou com o Gshow sobre como lida com a transição de idade, vida pessoal e carreira. Do seu jeito divertido de sempre, Veveta revela que não é tão apegada a celebrações.

"Não fico mais ansiosa para o meu aniversário, meu filho [Marcelo, de cinco anos] que fica. De um tempo para cá, passei a fazer minha festa para ele. Geralmente é de dia, tem pula-pula e os doces são os que ele gosta", comenta a estrela, que pretende ceder a outra vontade do filhote: a de aumentar a família. "Ele pede bastante um irmão. Estou disposta, tentando nos trâmites normais. Vamos ver", conta ela, que é casada com o nutricionista Daniel Cady.

Quando perguntada sobre como consegue se manter cada vez melhor fisicamente, a cantora titubeia, mas não hesita em responder. "Fico até meio assim de falar porque acaba sendo uma ‘condenação’ para quem vive outro estilo de vida. E não é, absolutamente. O que me deixa bem dessa forma é: sou uma pessoa ‘zero excessos’. Meu corpo é um presente, especialmente a mim, que tenho muita saúde. Fico com medo de desperdiçar isso", explica ela, sem rodeios. "Minha vida é regrada, mas sem chatice, com consciência. Não fumo, não bebo e não exagero na comida. A única coisa que faço de errado é dormir tarde", completa.

Segura, Ivete demonstra tranquilidade ao comentar sua relação com a idade. "Não tenho crise. A felicidade está em poder completar os 43 anos com saúde. Sempre vivi muito feliz em cada fase. À medida que a vida vai passando, toma um novo sentido. Aprendo coisas, alguns conceitos são reformados. Agora, tenho a minha família. Tenho duas: aquela da qual eu vim e a que criei. Isso dá um gás maravilhoso", comemora.

Com os pés bem fincados no chão, a baiana celebra o momento de plenitude certa de sua "normalidade" e de que ainda há bastante a ser feito. "As conquistas são muitas, mas, tanto pessoal, quanto profissionalmente, existem problemas. O aprendizado é uma grande conquista, ser uma profissional da música e me sustentar disso, também. Tenho muito prazer com meu trabalho, mas, na minha carreira, tenho que solucionar coisas, resolver, ensaiar, fazer divulgação que toma tempo e cansa. Todo mundo tem isso, independentemente de ser cantora famosa ou não. Comigo não é diferente", conclui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário